terça-feira, 20 de setembro de 2011

Atividades .o/



Eaí gente, blog de cara nova.. Aproveito pra postar o calendário do corpos pra esse ano de 2011, lembrar que dia 28 de setembro é o Dia de Ação pela Descriminalização do Aborto na América Latina e Caribe e convidar todox a participar do ato pela Descriminalização do Aborto aqui em Porto Alegre. Nos reuniremos domingo, dia 25 de setembro, às 15h30 no posto do brique da redenção, alí do ladinho do posto da brigada ;)
Minha primeira postagem por aqui, em breve me quedo mais..
NIna.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

25 de julho: Dia da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha

O dia 25 de julho foi instituído pela ONU, como o Dia Internacional da Mulher Negra Latino americana e Caribenha, durante o I Encontro de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-caribenhas, em Santo Domingo, na República Dominicana, no ano de 1992. Definiu-se que este dia seria o marco internacional da luta e resistência da mulher negra. Desde então, vários setores da sociedade têm atuado para consolidar e dar visibilidade a esta data, tendo em conta a condição de opressão de gênero, raça e etnia vivida pelas mulheres negras latino-americanas e caribenhas.

A situação da mulher negra no Brasil de hoje manifesta um prolongamento da sua realidade no período de escravidão, com poucas mudanças, pois ela continua em último lugar na escala social e é quem mais carrega as desvantagens do sistema injusto e racista do país. Inúmeras pesquisas realizadas nos últimos anos mostram que a mulher negra apresenta menor nível de escolaridade, trabalha mais – porém com rendimento menor -, e as poucas que conseguem romper as barreiras do preconceito e da discriminação racial, e assim ascender socialmente e têm menos possibilidade de encontrar companheiros para constituir família.

(http://www.enjune.com.br/boletim.php?id=71)

quinta-feira, 5 de maio de 2011

quinta-feira, 10 de março de 2011

sábado, 5 de fevereiro de 2011

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Musiquinha

A música é do John Lennon, embora Cássia Eller tenha feito um ótimo cover....

http://www.youtube.com/watch?v=7AGvUP3UlHk





Woman is the Nigger of the World (Tradução)

A mulher é o escravo do mundo
Sim, ela é...pense nisso
A mulher é o escravo do mundo
Pense nisso...faça algo sobre isso

Nós a fazemos pintar o rosto e dançar
Se ela não for uma escrava, dizemos que elas não nos amam
Se ela é real, dizemos que ela está tentando ser um homem
Enquanto a colocamos pra baixo, fingimos que ela está por cima

A mulher é o escravo do mundo, sim ela é
Se você não acredita, dê uma olhada em quem está contigo
A mulher é o escravo dos escravos
Ah, sim...

Nós a fazemos parir e criar nossos filhos
E depois as deixamos de lado por serem mães gordas como galinhas
Nós dizemos que elas só devem ficar em casa
E depois dizemos que são muito anti-sociais para ser amigas

A mulher é o escravo do mundo, sim ela é
Se você não acredita, dê uma olhada em quem está contigo
A mulher é o escravo dos escravos
Ah, sim...

Nós a insultamos todo dia na TV
E nos perguntamos por quê lhe falta coragem ou auto-confiança
Quando jovens, tiramos delas a promessa de liberdade
Enquanto as mandamos serem pouco inteligentes, as culpamos por
serem tão burras

A mulher é o escravo do mundo, sim ela é
Se você não acredita, dê uma olhada em quem está contigo
A mulher é o escravo dos escravos
Ah, sim...se você acredita em mim, melhor gritar sobre isso

Nós a fazemos pintar o rosto e dançar
Nós a fazemos pintar o rosto e dançar
Nós a fazemos pintar o rosto e dançar
Nós a fazemos pintar o rosto e dançar
Nós a fazemos pintar o rosto e dançar
Nós a fazemos pintar o rosto e dançar

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Palmada muda filho "gayzinho", declara deputado federal

Divulgando essa notícia absurda.......


DE SÃO PAULO - O deputado federal reeleito Jair Bolsonaro (PP-RJ) disse que pais precisam agredir um filho homossexual para mudar seu comportamento.
A "receita" foi dada no programa "Participação Popular", na TV Câmara, que discutiu a "Lei da Palmada" -projeto de lei que proíbe punição corporal às crianças.
"Se o filho começa a ficar assim, meio gayzinho, [ele] leva um couro e muda o comportamento dele", afirmou.
Bolsonaro faz parte da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados.
Ouvido pela Folha, ele manteve sua posição.
"Se o garoto anda com maconheiro, ele vai acabar cheirando, e se anda com gay, vai virar boiola com toda certeza", disse Bolsonaro.


E vocês, o que pensam disso?

corposemrevolta@gmail.com